Queda de Cabelo Tratamento

queda de cabelo tratamentoQUEDA DE CABELO: EXISTE CURA?

Conheça mais sobre formas de tratar a alopecia, um mal que atinge homens e mulheres e pode ser causado de diferentes maneiras. Alopecia é o nome médico para a queda de cabelo. A queda de cabelo hereditária ou que surge conforme a pessoa vai envelhecendo chama-se calvície. Existem diferentes tipos de alopecia, algumas que afetam outras regiões do corpo. Vamos também conhecer mais sobre queda de cabelos tratamentos e métodos de solução do problema.

A alopecia congênita é aquela ligada a fatores hereditários. A androgenética atinge principalmente os homens e caracteriza-se por envolver fatores hereditários com problemas hormonais (testosterona). Já a alopecia areata está ligada a fatores autoimunes e pode se agravar por problemas emocionais; caracteriza-se pela perda rápida, parcial ou total em áreas do couro cabeludo. Na alopecia areata, o renascimento dos fios pode acontecer naturalmente após algum tempo ou pode haver progressão da doença de modo a atingir até o corpo todo (alopecia universal).

Outros tipos de alopecia:

  • Traumática: originada de contusões no couro cabeludo;
  • Neurótica: é a tricotilomania, compulsão para arrancar os cabelos;
  • Eflúvio: perda harmoniosa do ciclo de vida capilar, muito comum entre as mulheres;
  • Secundária: provocada por doenças, medicações ou tratamentos (como quimioterapia);
  • Alimentar: dieta deficiente;
  • Alérgica;
  • Seborreica: causada pela caspa.

Tratamento inovador: Zymo HSOR

Zymo HSOR: complexo enzimático que combate a alopecia androgenética  masculina e feminina, degradando a molécula de DHT (di-hidrotestosterona). É um tratamento inovador, resultado do avanço na tecnologia cosmética. Os estudos confirmam que um tratamento com Zymo HSOR durante 6 meses aumenta em até 73% a quantidade de fios de cabelo.

Pantogar: medicamento famoso

Muitos consideram Pantogar o remédio mais eficaz no tratamento contra a queda de cabelos. De modo geral, é um remédio bem cotado entre os especialistas que o recomendam para fortalecimento dos fios e como preventivo contra a queda de cabelo. O tratamento com Pantogar deve ser feito em um período de 3 a 6 meses, com consumo diário de 3 cápsulas. Pantogar possui ingredientes como pantotenato de cálcio, cistina (principal aminoácido da queratina), nitrato de tiamina, queratina.

Tópicos e cápsulas

               Para combater a alopecia, a pessoa pode fazer uso de diferentes medicamentos orais, como:

  • ImecapHair (piridoxina, biotina, cromo, zinco, selênio, proteína);
  • Pill Food (colágeno, cisteína, cistina, pantotenato de cálcio, vitaminas B2, B6 e E);
  • Inneov (taurina, catequinas, zinco);
  • Exímia Fortalize (ácido pantotênico, ácido fólico, magnésio, vitaminas B6, B12, C e E);
  • Haar Intern (vitaminas A, D6 e B3);
  • Hair Infinity (vitaminas A, C, D e do complexo B, sílica, ácido fólico, ácido pantotênico).

Todos eles são suplementos, baseados em diferentes substâncias que possuem propriedades reestruturais e que promovem o crescimento dos fios, controlando atividades metabólicas.

Para uso tópico, existem diversos shampoos, condicionadores, óleos e cremes, como os da linha Revivogen e as loções capilares que misturam monixidil com auxina tricógena, potencializando os efeitos de combate à alopecia. A loção Follicusan é um bioativo para tratamento preventivo das desordens do couro cabeludo. Vale citar o shampoo de cetoconazol, substância usada também para eliminar pequenos parasitas dos pelos de animais. Há ainda géis especiais, como o FF, inibidores do DHT.

Tratamentos mais radicais

Se o dermatologista achar adequado, a pessoa poderá se submeter ao tratamento a laser de baixa potência, baseado na ação da luz. O tratamento a laser é recomendado especialmente na fase inicial da alopecia, pois ele não recupera fios caídos há muito tempo.

A cirurgia capilar, ou implante capilar, é a mais cara de todas as formas de tratamento, mas assegura resultados permanentes. Implantando fios de uma região da cabeça em outra, é possível garantir que o cabelo não sofra mais ações metabólicas e deixe de cair.

Já experimentou algum desses tratamentos? Gostou dos resultados? Deixe sua opinião e compartilhe suas experiências com outros leitores!

Tratamento para estrias

tratamento para estriasAs estrias são aquelas marquinhas que aparecem quando a pele estica demais e não possui resistência o suficiente, então acaba se rompendo. Podem ser causadas durante a gravidez, na adolescência, como conseqüência do aumento de peso, e pelo uso prolongado de medicamentos que contenham corticóides. Neste artigo, iremos aprender como acabar com as estrias com os melhores tratamentos para estrias e as soluções para reverter esse mal que assombra tantas mulheres.

Estrias são causadas pelo estiramento brusco da pele que acaba causando o rompimento das fibras elásticas. Esse rompimento deixa na pele uma espécie de cicatriz, que no início pode parecer avermelhada ou arroxeada, e conforme o tempo vai passando passa a adquirir uma tonalidade esbranquiçada, semelhante a uma cicatriz.

São mais comuns de aparecerem no abdômen, seios, quadris e nádegas. Atletas e pessoas que buscam hipertrofia muscular também podem percebê-las nos ombros, costas e bíceps.

Uma vez que elas aparecem, é difícil revertê-las, então o ideal seria a prevenção. Pessoas que querem evitar estas marquinhas indesejadas, ou que já possuem algumas estrias e sabem de sua predisposição ao problema precisam ter alguns cuidados diários com a pele, que inclui hidratação da derme utilizando cremes para manter a elasticidade, aumentar o nível de colágeno na pele ingerindo alimentos ricos em vitamina C, e manter uma boa circulação sanguínea, submetendo-se periodicamente a drenagens linfáticas, que irão eliminar o excesso de líquido do corpo.

Mas, se elas já apareceram e se já são um problema, então a saída é recorrer a tratamentos estéticos. Embora existam vários cremes no mercado, nenhum é tão potente como o procedimento realizado por um profissional especializado na área.

Existem muitos tratamentos estéticos que irão atuar em como acabar com as estrias. O ideal é que a pele e as estrias possam ser avaliadas por um dermatologista, que dependendo das características pessoais de cada um e do grau do problema irão recomendar um procedimento que melhor se aplica ao caso. Vamos analisar alguns tratamentos para estrias a seguir.

Smartxide DOT CO2: Este tratamento consiste em um laser de gás carbônico fracionado que irá estimular a produção de colágeno, e afinar a estria. É um procedimento realizado com anestésico local, e pode ser realizado em qualquer tipo de pele.

Icon: Trata-se de um equipamento que possui uma ponteira de laser de erbium. O calor emitido pelo aparelho irá causar uma reação à pele que irá se regenerar, suavizando a aparência das estrias.

Dermaroller: O Dermaroller é um rolo que possui agulhas bem fininhas, que irá causar microlesões sobre a pele, que ao se renegerar irá produzir mais colágeno e elastina. Este procedimento deve ser evitado por quem tem tendência a quelóide.

Carbsystem: Neste tratamento, ocorre a aplicação de gás carbônico diretamente na estria, através de uma fina camada da pele. Desta maneira, os vasos sanguíneos, elastina e colágeno irão se regenerar. Associado a outros métodos, como peeling, este procedimento terá resultados mais satisfatórios.

Como pudemos ver, existem várias soluções quando a dúvida de como acabar com as estrias surge. Então, se você encontrou alguma marquinha indesejada no seu corpo, não se preocupe, e nem se desespere, porque este é um problema que tem solução.